Gestão sustentável de resíduos: cinco dicas rápidas para reduzir seus resíduos

Cinco dicas rápidas para reduzir seus resíduos

Dica #1 – Tudo começa com o que você compra

O que você compra estabelece seu fluxo de resíduos. É muito mais fácil reduzir o desperdício quando você considera como descartará um item e sua embalagem antes de comprá-lo.

Dica #2 – Descubra quanto e o que você está jogando fora ou reciclando

Medição quantitativa: Periodicamente, uma vez por ano ou trimestre, por exemplo, colete todo o lixo e reciclagem em sacos transparentes – mantendo o lixo, a reciclagem e o lixo orgânico separados. Pese as malas. Registre o que está em cada saco, estimando o percentual de contaminação (o que não deve estar no saco)

Ilustração qualitativa: Fotografe o que está funcionando bem (o que está sendo reciclado adequadamente) e o que não está, como contaminantes na reciclagem. Essas fotos darão vida ao volume que está indo para o aterro sanitário versus sendo reciclado ou compostado. Certifique-se de que a equipe veja essas fotos. As imagens tornam os números reais. Saiba mais sobre produtos controlados clicando agora mesmo.

Linha de base: Você agora estabeleceu uma linha de base do que está sendo descartado e para onde está indo. Faça esse mesmo processo periodicamente e acompanhe seu progresso.

Dica Nº 3 –Tenha locais centrais para resíduos de aterros sanitários, reciclagem e compostagem

Torne difícil fazer a coisa errada. Tente substituir a lixeira em cada mesa por uma lixeira. Isso significa que, quando tiverem lixo não reciclável para jogar fora, terão que se levantar e se dirigir a um local central onde seja menos conveniente e mais fácil de monitorar.

Embora o objetivo final deva ser um escritório sem papel, uma lixeira permite uma transição mais fácil para reduzir o desperdício enquanto você chega lá.

Dica #4 – Tenha sinalização bem clara e lixeiras apropriadas

A confusão é sua inimiga. Se as pessoas estão confusas sobre onde descartar algo, ele vai acabar no aterro ou pior ainda – contaminar outros recicláveis. Tenha um receptáculo para cada um de seus fluxos de resíduos e sinalização que deixe muito claro o que vai para onde. Eu tive um cliente que chegou a ter caixas de sombra acima de suas lixeiras que mostram os tipos de resíduos para cada lixeira.

Dica #5 – Trabalhe com seus serviços de custódia

A falta de comunicação e supervisão dos serviços de custódia é a ruína de muitas iniciativas de redução de resíduos. Você já está facilitando a vida deles ao ter concluído as quatro dicas anteriores, mas deve certificar-se de que eles estão atualizados sobre o Como e o Porquê da iniciativa de redução de resíduos. Essa educação e comunicação devem ser contínuas à medida que a iniciativa progride para levar em conta as mudanças na equipe e/ou procedimento. Estabelecer essa relação de trabalho pode ajudá-lo a identificar áreas problemáticas ou até mesmo infratores crônicos de resíduos no escritório.

Deixe um comentário