Home Premiações Realizadas Prêmio Intranet Portal Quesitos avaliados

Quesitos avaliados

O Prêmio Intranet Portal tem um rigoroso processo de seleção dos vencedores, que tem como base as Categorias e os quesitos de avaliação. Eles orientam o olhar dos jurados, garantem uniformidade e estão ancorados tanto na realidade dos projetos quanto nos conceitos acadêmicos mais avançados.

Os quesitos são os mesmos desde 2008, validados pelo Board (composto por representantes do mercado e da academia que posteriormente foram convidados a integrar o Conselho Consultivo do Instituto), tendo sido feitos apenas alguns ajustes na distribuição de alguns deles, relacionados às funcionalidades típicas de Enterprise 2.0.

Os casos são avaliados em três Categorias – Conteúdo, Colaboração e Integração em TI – e em duas dimensões – técnica e de resultados.

Confira todos os quesitos e utilize-os como orientação para balizar a construção do seu caso – e do seu portal!

DIMENSÃO TÉCNICA

CATEGORIA INTEGRAÇÃO EM TI

  1. Em que grau o seu portal funciona como um agregador de sistemas (oferecendo vantagens como, por exemplo, uma interface mais amigável ou acesso via Single Sign On/senha única de acesso)?
  2. Em que grau o portal utiliza identificação dos usuários para “empurrar” os conteúdos e sistemas mais relevantes ao seu perfil?
  3. Em que grau a área de TI orienta o desenvolvimento web para ser integrado ao portal, adotando uma linha convergente (a partir, por exemplo, de uma diretriz ou política nesse sentido)?
  4. Em que grau o portal explora possibilidades de customização e personalização do ambiente?
  5. O quanto o portal adota padrões abertos de mercado (tais como JSR168/286, WSRP 1.0 e 2.0, etc.)?
  6. O quanto o portal está inserido em um contexto de alta disponibilidade?
  7. Qual o grau de uso de ferramentas de gestão de conteúdo (ex: Suíte de Portal, WCM, CMS, ECM e afins)?
  8. Em que grau o portal favorece e facilita o acesso a sistemas e conteúdos legados?
  9. Há evidências de que o portal tenha gerado ganhos no desenvolvimento de novas áreas e/ou aplicações web?
  10. Em que grau o portal explora funcionalidades de workflow para promover otimização de processos e auto-serviços (como os de RH, por exemplo)?
  11. Em que grau o portal promoveu maior controle e melhor manutenção do ambiente de TI como um todo?
  12. Qual o grau de preparação do portal para o acesso via dispositivos móveis (como smartphones ecelulares) e quão amplo é esse acesso (ex: permite apenas visualizar conteúdo ou também viabiliza transações e/ou colaboração)?
  13. Qual o grau de economia e redução de custo (ex: com licenças de legados) associado à utilização do portal como integrador?
  14. Qual o grau de uso de composite applications e/ou mashups no portal?
  15. Qual o grau de amplitude de uso de RSS?
  16. Qual o grau de uso de tecnologias para aprimorar a performance e a experiência do usuário (como Ajax ou assemelhada, por exemplo)?

CATEGORIA CONTEÚDO

  1. Em que grau o seu portal favorece suporte à memória corporativa?
  2. Em que grau seu ambiente promove e estimula o uso e o reuso de conteúdos?
  3. Em que grau o portal contribui para a melhoria da comunicação interna?
  4. Em que grau os conteúdos são orientados e estruturados pelos processos de negócio, favorecendo o just in time da informação e a sua disseminação seletiva?
  5. Qual o grau de preocupação, do ponto de vista prático, em substituir parte do tráfego de e-mails por informações melhor direcionadas via portal?
  6. O quanto a Arquitetura da Informação é consistente e aderente ao perfil e à lógica de trabalho da organização?
  7. Qual o grau de preocupação com acessibilidade e usabilidade?
  8. Em que grau o portal faz uso de recursos multimídia e outros conteúdos não meramente textuais?
  9. Qual o grau de uso de “bases de conhecimento” e de “boas práticas”, considerando também a facilidade de acesso e recuperação??
  10. O portal atua como um agregador de resultados, utilizando funcionalidades típicas de um dashboard ou painéis gerenciais para facilitar funções de gerenciamento e tomada de decisão? Em que grau de amplitude?
  11. Qual o grau de detalhamento, refinamento e profundidade da ferramenta de busca do seu portal?
  12. Em que grau são utilizadas técnicas de ciência da informação (ex: metadados, taxonomias) para facilitar o acesso a conteúdos?
  13. O quanto o portal está integrado dentro de uma estratégia maior de comunicação, buscando sinergia entre online e offline?
  14. Qual o grau de equilíbrio entre conteúdo corporativo/informativo e conteúdo voltado para o indivíduo/produtividade?
  15. No acesso a conteúdos de cunho informativo e/ou jornalístico, foram aplicadas técnicas de jornalismo online e/ou webwriting? Em que grau?
  16. Pode-se chegar aos mesmos conteúdos através de diversos caminhos, conforme as preferências cognitivas do usuário? Em que grau de variedade?
  17. Qual o grau de utilização de blogs para produção de conteúdo?
  18. O portal permite e/ou estimula a participação dos usuários na produção de conteúdo? Em que grau?
  19. O portal faz uso de tags para classificação de conteúdos pelo usuário, fazendo emergir os temas relacionados e de maior interesse a partir delas?

CATEGORIA COLABORAÇÃO

  1. Em que grau o seu portal favorece a localização de pessoas, de suas especialidades e conhecimentos?
  2. Qual o grau de utilização e eficácia de ambientes de apoio a comunidades de prática?
  3. Em que grau o portal é utilizado para localização de novos talentos, avaliados a partir da sua conduta colaborativa?
  4. Qual o grau de utilização de ambientes para grupos de trabalho (como os que apóiam a gestão de projetos, por exemplo)?
  5. Em que grau o processo de colaboração está associado a necessidades e processos de negócio?
  6. O quanto o portal favorece a inovação (ex: oferecendo aplicações que facilitam a coleta de idéias e sugestões)?
  7. Em que grau são trabalhados no ambiente mecanismos de reconhecimento e feedback em relação à colaboração (ex: uso de pontuações por mérito ou karmas)?
  8. Em que grau os wikis são utilizados?
  9. Em que grau as ferramentas de social tagging (inspiradas no Delicious) são utilizadas?
  10. Em que grau são utilizadas ferramentas de Redes Sociais?

DIMENSÃO RESULTADOS

Válidas para todos os quesitos

  1. São apresentadas métricas quantitativas e tangíveis que comprovem os resultados para o negócio obtidos pelo portal (ou aqueles em que ele contribuiu direta ou indiretamente)?
  2. Existem métricas qualitativas que comprovem os resultados obtidos para o negócio?
  3. O ambiente traz ganhos sistêmicos para a organização?
  4. É possível identificar claramente redução de custos associados ao uso do portal?
  5. O ambiente fomenta a inovação na organização?
  6. É possível dizer que o portal torna a organização mais competitiva, frente aos concorrentes diretos?
  7. Há ganhos claros em produtividade, em especial para os usuários que podem ser classificados como “trabalhadores da informação e do conhecimento”
  8. O portal está alinhado à estratégia organizacional? É possível estabelecer relações claras entre a priorização do portal e as prioridades estratégicas e/ou projetos corporativos prioritários?
  9. Foi definida uma governança formal para o portal?
  10. Há evidência de que o uso do portal promoveu alguma mudança organizacional relevante?
  11. O Portal favorece a formação de uma inteligência organizacional, contribuindo para que sua instituição possa ser vista como uma “organização que aprende”?
  12. O Portal consolidou a maioria das iniciativas Web de acesso à informação?

Compartilhe: Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page