Os riscos da apneia do sono

Dormir é bom. Muito bom! E dormir bem é uma das melhores coisas para a saúde. Previne obesidade e depressão, combate a hipertensão, fortalece a memória, diminui riscos de problemas cardiovasculares, entre outros benefícios. E, claro, nos renova para o dia seguinte.

Mas nem todo mundo tem o sono perfeito. Alguns distúrbios podem influenciar negativamente esse hábito essencial para o funcionamento do ser humano.

Um deles é a apneia do sono.

apneia do sono

Essa condição interfere na respiração e é caracterizada pelo relaxamento dos músculos da garganta, causando assim uma obstrução das vias respiratórias durante o sono. Basicamente, a pessoa relaxa, para de respirar, o corpo reage, acorda, volta a respirar, relaxa… E este ciclo continua repetidamente durante a noite.

Muitas vezes, quem possui a síndrome não está ciente. Mas, há alguns indícios que você pode começar a prestar atenção, tanto em você mesmo, como nas pessoas próximas.  Os sintomas mais comuns e fáceis de perceber são o excesso de sono durante o dia e o ronco. Pessoas que sofrem de apneia, normalmente, têm um ronco muito alto, que interfere até no sono de outras pessoas da residência e com momentos de silêncio.

Obs.: Nem todos que roncam, possui apneia.

Além disso, os portadores do distúrbio tendem a parar completamente de respirar por alguns segundos e acordam repentinamente durante a noite, como uma resposta do corpo para forçar a respiração. Em casos mais graves, é possível que tenham sensação de sufocamento, refluxo ou boca muito seca, por exemplo.

Há diversas causas e agravantes que podem levar ao desenvolvimento da apneia do sono. Desde o excesso de peso, posição de dormir, circunferência do pescoço, álcool, cigarro, e até o histórico familiar aumentam os riscos.

Se você está com dificuldades de relaxar antes de dormir, saiba que há energias que fazem o corpo relaxar, como pulseiras contendo a tecnologia de fir (https://tratandoimpotencia.pro/pulseira-de-fir-funciona-beneficios/).

Esse distúrbio pode levar a complicações graves ao longo da vida como infartos, derrames ou arritmias cardíacas, mas possui tratamento. Por isso, previna-se. Se você tem alguma suspeita, consulte a nossa rede credenciada e marque uma consulta com um Clínico Geral, um Otorrinolaringologista ou pesquise por um especialista em doenças do sono. Para saber mais sobre saúde, veja em: https://tratandoimpotencia.pro/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *